fbpx
27.1 C
João Pessoa
Início Ronilson Paz População é contra fluxo de veículos na quadra de Manaíra

População é contra fluxo de veículos na quadra de Manaíra

A população do Bairro de Manaíra em João Pessoa foi surpreendida com o anúncio da Secretaria de Mobilidade Urbana do município para modificar o trânsito na quadra Praça de Manaíra para dar maior fluidez à circulação de veículos automotores.

No último dia 10 de março, a população sentiu-se traída porque, enquanto estava reunida para discutir o projeto, máquinas da prefeitura estavam no local destruindo a praça, com as discussões ainda em andamento.

De acordo com a Prefeitura Municipal de João Pessoa, a abertura da rua para a circulação de veículos automotores seria necessária para dar maior fluxo na região, principalmente no horário de pico e que as árvores seriam suprimidas porque, de acordo com laudo da Secretaria de Meio Ambiente, estaria adoecidas.

Indignados com a falta de diálogo da prefeitura, os interessados em manter a quadra como se apresenta hoje, procuraram os órgãos ambientais, entretanto não obtiveram resposta e terminaram procurando a Justiça para terem seus direitos preservados.

Através de Ação Popular impetrada pelo Vereador de João Pessoa Marcos Henriques e Silva (PT) contra o Município de João Pessoa, argumentou que a quadra de Manaíra, fundada há cerca de 40 anos, é um importante equipamento da comunidade, no qual idosos utilizam o espaço de convivência, a juventude pratica esportes e pessoas de todas as idades realizam atividades físicas. Além disso, funciona no local, por iniciativa dos moradores, um projeto para cuidar de animais em situação de rua que rondam a praça.

Assim, liminar foi proferida na própria quinta-feira (10) pela Juíza Flávia da Costa Lins Cavalcanti, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Capital, determinando a suspensão imediata das obras realizadas pela Prefeitura de João Pessoa na praça da Quadra de Manaíra, dando ao Município de João Pessoa o prazo de 10 dias para restabelecer a situação anterior da praça, sob pena de multa diária no valor de R$ 10 mil, até o limite R$ 100 mil.

Para agravar ainda mais a situação da Prefeitura de João Pessoa, na reunião do dia nove de março de 2022, o projeto da intervenção da quadra da praça de Manaíra foi discutido no Conselho Municipal de Meio Ambiente (COMAM), quando foi pedido vistas por um dos conselheiros. Ora, se havia pedido de vistas por um conselheiro do projeto, as obras não deveriam ter sido iniciadas, configurando desrespeito e falta de consideração aos membros do COMAM.

O Estatuto da Cidade, instituído pela Lei nº 10.257/2001, é taxativa quando diz que a política urbana tem por objetivo ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e da propriedade urbana, tendo como diretriz geral, entre outras, a gestão democrática por meio da participação da população e de associações representativas dos vários segmentos da comunidade na formulação, execução e acompanhamento de planos, programas e projetos de desenvolvimento urbano. Neste caso específico a Prefeitura de João Pessoa ignorou completamente esse preceito legal.

Ademais, como as intervenções alteram significativamente a circulação de veículo na quadra da praça de Manaíra, ainda é necessário o licenciamento ambiental (nos termos da Lei nº 6.938/1981), o qual deve estar incluído o Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança (nos termos da Lei nº 10.257/2001). Até o momento estes documentos não foram apresentados pela Prefeitura de João Pessoa.

Relacionados

Animais exóticos em cativeiro oferecem riscos aos seres humanos

A criação de animais silvestres em cativeiro é permitida, desde que autorizado pelo órgão ambiental competente, sendo infração administrativa, com multa variando de R$...

Afinal, a produção de energia eólica é realmente “limpa”?

O termo “energia limpa” é atualmente designado para indicar os sistemas de produção de energia renováveis que excluem qualquer tipo de poluição, principalmente por...

A arborização urbana deve ser feita com responsabilidade

Fonte: Foto Internet A arborização urbana é um excelente instrumento para atenuar as temperaturas, principalmente em locais com clima mais árido. Isso por que as...

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Trinta Navios de Dimas Macedo

Navegar, mergulhar e voltar à tona sempre foi um desafio na vida de Dimas Macedo. Os Navios construídos por ele navegaram do Rio Salgado...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...