fbpx
28.1 C
João Pessoa
Início João Vicente Machado A mudez de Zacarias e a de Pazuello

A mudez de Zacarias e a de Pazuello

 

Reza o texto bíblico que, o nascimento de João Batista antecedeu em pouco tempo ao nascimento do Cristo. Isabel que foi a mãe de João, tinha como esposo Zacarias, era parenta de Maria que tinha por esposo um carpinteiro de nome José, todos da cidadezinha de Nazaré, na Palestina. A narrativa do nascimento de João Batista está registrada no Novo Testamento, no livro de Lucas cap 1 vers. 1 – 25, de onde extrairemos alguns trechos:

8 Certa vez, estando de serviço o seu grupo, Zacarias estava servindo como sacerdote diante de Deus. 9 Ele foi escolhido por sorteio, de acordo com o costume do sacerdócio, para entrar no santuário do Senhor e oferecer incenso. 10 Chegando a hora de oferecer incenso, o povo todo estava orando do lado de fora.

11 Então um anjo do Senhor apareceu a Zacarias, à direita do altar do incenso. 12 Quando Zacarias o viu, perturbou-se e foi dominado pelo medo. 13 Mas o anjo lhe disse: “Não tenha medo, Zacarias; sua oração foi ouvida. Isabel, sua mulher, lhe dará um filho, e você lhe dará o nome de João.   ……… 19 O anjo respondeu: “Sou Gabriel, o que está sempre na presença de Deus. Fui enviado para lhe transmitir estas boas” novas. 20 Agora você ficará mudo. Não poderá falar até o dia em que isso acontecer, porque não acreditou em minhas palavras, que se cumprirão no tempo oportuno.

Mutatis mutandis, 2023 anos depois a história se repete, não na cidadezinha de Nazaré na palestina, mas num país muito jovem chamado Brasil situado a alguns meridianos a oeste.

O anunciante e o anunciado não são mais os mesmos e   o anuncio atual não tem o mesmo conteúdo, mas que guarda similaridade com o fato pretérito, isso guarda! Karl Marx nos ensinava que: “A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa.”

Zacarias, o pai de João Batista, “servia como sacerdote diante de Deus e foi escolhido por sorteio para entrar no santuário do senhor e oferecer incenso, quando foi abordado por um arcanjo dizendo que ele iria ser pai e que ao filho deveria dar o nome de João”.

A gestação do Batista foi singular pelo fato de tanto Izabel como Zacarias já estarem fora do processo reprodutivo por força da idade avançada, entrando a gravidez de Isabel, para a conta dos milagres bíblicos, nos mesmos moldes que acontecera a Abraão e Sara, com registro  no  livro do Gênesis..

A emoção de Zacarias foi tamanha que lhe deixou mudo, não se sabe se por recomendação do anjo, por emoção ou por conveniência, me parecendo a última hipótese a mais plausível, pois curiosos e fofoqueiros sempre existiram. 

Aqui na província d´além mar os propósitos e os nomes não são os mesmos do marco zero da era cristã, mas guardam uma certa semelhança entre si.

Em primeiro lugar, a figura do Anjo  anunciante  foi incorporada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal – STF  Ricardo Lewandowski e se revelou  através de um Habeas Corpus preventivo, com um  anuncio escrito assegurado em despacho, beneficiando o ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello, assegurando – lhe  “o direito ao silêncio, ou seja, não responder a perguntas que possam por qualquer forma, incriminá-lo, sendo-lhe, contudo, vedado faltar com a verdade reativamente a todos os demais questionamentos não abrigados nesta cláusula;”

Vocês entenderam? Muito menos eu! 

No entanto, como nem rábula eu sou, com certeza serei perdoado ao me agarrar com a minha sagrada ignorância, para manifestar  a minha estranheza e recorrer ao exercício do direito à  dúvida, por  não compreender como é que alguém indiciado em ilícito e que  é intimado pela justiça  a depor, recebe da própria justiça a permissão  ao silêncio? 

O ministro Lewandowski superou em eficiência o Anjo Gabriel, o qual apenas recomendou silêncio a Zacarias. Lewandowski foi além e concedeu a Pazuello o direito de “ficar mudo”, com amparo legal em um depoimento em que foi intimado para falar. A tão esperada audiência finalmente ocorreu no dia 19/05/2021 e, em que pese toda blindagem oferecida ao depoente, no caso o ex ministro Pazuello, os senadores mais comprometidos com o povo, cumprindo com o seu dever constitucional conseguiram encurralar o depoente privilegiado e extrair da sua fala, algumas contradições e omissões:

                             

A primeira delas foi a negativa de Pazuello em confirmar a veracidade da ordem dada pelo presidente Bolsonaro no sentido de não adquirir a vacina CoronaVac fabricada pelo Instituto Butantã, mesmo havendo registro de  postagens e declarações do presidente da república desautorizando a compra.  Ainda juntaram ao feito, a frase atribuída a Pazuello: “um manda e o outro obedece” em vídeo divulgado por Bolsonaro, enaltecendo à obediência e submissão do seu então então ministro da saúde.

Enquadrar num artigo todas as contradições do depoente, seria muito maçante, mas vale a pena ver a opinião do senador Randolfe Rodrigues no processo, quando ele  fala de acareações: “se formos intimar testemunhas para fazer acareações e constatar todas as contradições de Pazuello, essas medidas ocuparão toda a agenda. Teríamos de acarear com a Pfizer, com o Butantan, com o secretário de Saúde do Amazonas. Se for acarear com todos, acabava a CPI só com acareações”, afirmou ele.

O que deduzimos é que a própria necessidade de algumas acareações inerentes ao inquérito investigativo, poderão revelar alguns indícios que conduza à comprovação material do ilícito. 

O senador pelo Amapá Randolfe Rodrigues já citado, é vice-presidente da CPI e  apontou já no primeiro dia de depoimentos, algumas contradições que iremos pontuar a seguir:

“O vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou nesta quarta-feira (19), em entrevista à imprensa, que o depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi sofrível e teve contradições flagrantes. Entre as falas de Pazuello, ele destacou a negação do ministro de que teria ignorado ofertas da Pfizer e a defesa do militar sobre sua atuação no colapso do sistema de saúde em Manaus. O senhor Pazuello, embora tenha negado o que foi dito aqui pelo CEO da Pfizer, não trouxe documento nenhum. Então já tem elemento para o juízo de valor da parte do relator sobre isso” 

“A questão do Amazonas, aí sim, me parece que tem uma contradição clara. Uma contradita clara entre o que alega o estado do Amazonas e o que diz Pazuello”, completou, defendendo que a CPI ainda pode promover outras acareações entre o ex-ministro e as autoridades citadas em seu depoimento.

 “Sobre a crise de oxigênio no estado do Amazonas, Pazuello disse que a falta dos cilindros ocorreu entre 13 e 15 de janeiro. Ele foi rebatido pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM), que disse ter outra informação. “Faltou [oxigênio por] mais de 20 dias, é só ver o número de mortos.”

A CPI a rigor, é uma ópera que está apenas começando, mas não sabemos que rumo tomará, onde irá parar e em quem vai chegar. Pazuello, ferindo o Regime Disciplinar do Exército-RDE, anda promovendo comícios e andando em garupa de motos sem capacete,  em companhia do Presidente, para tirar a atenção do povo e tentar esvaziar a CPI.

Essa é a angustia que aflige e enerva o presidente da república e toda seu entourage do Palácio do Planalto além de uma  parte do congresso acumpliciada. O presidente Jair Bolsonaro e os seus filhos que são ministros sem pasta, estão em frenética articulação, respaldados ao que se comenta, por um orçamento paralelo de R$ 200 bilhões de reais “para pacificar parlamentares aliados, mas convenientemente arredios”. Para tanto estão movendo céus e terra para que a CPI não corra o risco de arrasta-los para a liça. Aguardemos, Mistééééério!

                

 

Consulta: Lucascap.1.vers.1-25; 

 www.cnnbrasil.com.br;

 g1.globo.com;

 noticias.r7.com;

Fotografias: www.jw.org;

www.cartacapital.com.br;

blogdoedsonsilva.com.br;

pt.wilkpedia.org;

www.nsctotal.com.br;

                              

                        

                        

            

Relacionados

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Absolutismo á Brasileira em Pleno no Século 21

O absolutismo foi um sistema de governo político e econômico, adotado na Europa entre os séculos XVI e XVIII, na fase transitória entre o...

Processos eleitorais semelhantes?

As últimas eleições presidenciais realizadas nos Estados Unidos, aconteceram no ano de 2020 numa disputa ferrenha e num clima de discórdia acirrado, cenário nunca...

1 COMENTÁRIO

  1. A METÁFORA é interessante. E vou acrescentar o seguinte; enquanto Zacarias preconiza a verdade rompendo o seu silêncio para dar nome ao seu filho João, O BATISTA o maior de todos os PROFETAS, pregoeiro da JUSTIÇA e da VERDADE ao extremo de ser MARTIRIZADO, Pazuello rompeu o silencio para defender vergonhosamente o maior PREGOEIRO DA MORTE e do descaso, que com seu comportamento sórdido,seu péssimo exemplos, suas palavras acres e gracejos inconvenientes ja vitimou mais de 445.000 brasileiros podendo ser reconhecido como o GENOCIDA DO SÉCULO. Pazuello caso não volte atrás será mais um dos TRAIDORES da nossa historia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...