fbpx
25.1 C
João Pessoa
Início Notícias A Dama das Camélias

A Dama das Camélias

 

Por: Flávio Ramalho de Brito


    Com a aproximação do Carnaval termina-se, ou de bem ou de mal, falando dele. Mas o que tem a ver A Dama das Camélias, o conhecido romance do francês Alexandre Dumas Filho, que era lido pelos nossos avós e bisavós, com festa tão caracteristicamente brasileira? Há exatos 80 anos, o principal evento do carnaval carioca ainda não era o desfile das Escolas de Samba, mas o concurso para a escolha dos melhores sambas e marchas. A importância do carnaval na música brasileira, na época, era tão grande que as músicas eram divididas em dois grupos, as de “meio de ano” e as de carnaval. Em 1940, vivia-se o tempo da ditadura do Estado Novo de Getúlio Vargas. O concurso de músicas de carnaval, que sempre fora promovido pela Prefeitura do então Distrito Federal, passava, naquele ano, a ser feito pelo Departamento de Imprensa e Propaganda, o DIP, como ficou conhecido o órgão criado por Vargas no final do ano anterior, para monitorar, direcionar e controlar toda a área cultural do País aos seus interesses.
    O concurso foi realizado no estádio do América, na noite do sábado 27 de janeiro, com a arrecadação destinada às instituições de caridade patrocinadas pela mulher do ditador, Darcy Vargas. Do júri, que era presidido pelo maestro Villa-Lobos, faziam parte Luís Peixoto (parceiro de Ary Barroso em Maria e Na batucada da vida) e Pixinguinha. Diferentemente de hoje, quando as músicas feitas para o Carnaval expiram, quando muito, ao término do folguedo, as músicas daquele concurso ultrapassaram a virada do século e continuam protegidas, até hoje, pela perenidade. Na categoria samba concorriam naquele certame, dentre outros, Despedida de Mangueira (Benedito Lacerda-Aldo Cabral), Cai, cai (Roberto Martins) e Aquarela Brasileira (que era o título originalmente dado a Aquarela do Brasil). No grupo de marchas destacaram-se Malmequer (Cristóvão)  de Alencar-Newton Teixeira), Pele-vermelha (Haroldo Lobo Milton de Oliveira) e a campeã, Dama das Camélias, elogiada por Villa-Lobos pela sua construção melódica, que foi defendida na competição por Francisco Alves.
    Canções como Dama das Camélias vêm mantendo-se duradouras no decorrer do tempo Em 1997, Caetano Veloso foi convidado para fazer uma apresentação em homenagem a Federico Fellini e a Giulietta Masina, a grande atriz mulher do cineasta, ambos falecidos poucos anos antes. O show foi realizado no Teatro Nuovo, na pequenina e antiquíssima República de San Marino, nas proximidades de Rimini, a cidade de Fellini. Na apresentação, que foi registrada em CD, Caetano incluiu a, então sexagenária, Dama das Camélias. A música de Dama das Camélias é do pianista Alcyr Pires Vermelho (autor também de Canta Brasil, Laura e Prece ao vento). Villa-Lobos o considerava “um descobridor de melodias”. A letra é de Carlos Alberto Ferreira Braga, Braguinha, também conhecido como João de Barro (letrista de Carinhoso, As Pastorinhas e Copacabana e outras inúmeras músicas perenes). O primeiro intérprete de Dama das Camélias foi Francisco Alves, Chico Viola, o “Rei da Voz”. 
Dama das Camélias – Caetano Veloso, gravado ao vivo na República de San Marino.

Relacionados

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Processos eleitorais semelhantes?

As últimas eleições presidenciais realizadas nos Estados Unidos, aconteceram no ano de 2020 numa disputa ferrenha e num clima de discórdia acirrado, cenário nunca...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

A primeira entrevista publicada no Brasil

Em 1808, quando D. João chegou ao Rio de Janeiro, fugindo das tropas de Napoleão que haviam invadido Portugal, trouxe na sua imensa bagagem...

Mês dos pais

Conceituam-se os fenômenos para atender às necessidades, sejam de mercado, sejam de conveniência, mas conceituar transforma o simples no complexo e o certo no...

O que é Depressão?

A depressão é um transtorno que envolve o corpo, o humor e os pensamentos. Ela interfere no cotidiano, nas relações sociais, nas relações familiares...

Macacos não transmitem a varíola

O Brasil está mais vez está enfrentando uma pandemia diferente. Dessa vez é a varíola dos macacos (do inglês monkeypox). Essa varíola apresenta sintomas...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Afinal de Contas Que Canal é Esse?

Canal é um dispositivo hidráulico usado para transporte de água, muito conhecido de todos nós, desde a primitiva levada de terra, até os canais...