fbpx
27.1 C
João Pessoa
Início Notícias Conservadorismo

Conservadorismo

Por: João Vicente Machado

   A onda conservadorista que assolou o mundo, notadamente a Europa, já que para os Estados Unidos é a normalidade, chegou a América Latina e ao Brasil de forma avassaladora.

    No nosso caso particular, as eleições de 2018 deixaram um rastro de retrocesso muito profundo, tanto no parlamento como nos governos estaduais.
    Nos estados mais expressivos do ponto de vista da economia e que representam mais de 70% do nosso produto interno bruto-PIB, tivemos a surpresa da eleição de ilustres desconhecidos que vem  exercendo mandatos ultra conservadores, onde os direitos das minorias são ignorados, onde a violência a manu militare banalizou-se e virou prática comum.
    São os casos de Minas Gerais com Romeu Zema, o Rio de Janeiro com Wilson Witzel,  São Paulo com João Dória Jr, o Paraná com Ratinho Jr e o Rio Grande do Sul com Eduardo Leite.

clique na imagem para ampliar

   Essa trupe tem aprontado muitas trapalhadas e tropelias administrativas, econômicas e políticas e  estão conduzindo estados de economia pujante a bancarrota.

 Envolvidos num desequilíbrio fiscal endêmico, resolveram vender ativos para pagar despesas correntes numa prática insana e  mundialmente incomum.
    Ora, imaginemos que um pai de família que se endivida e ao invés de procurar o equilíbrio de suas finanças, mesmo com sacrifício, resolve vender seus pertences. Aí se vai a geladeira, o fogão, o microondas, a televisão e a cama, e por fim a casa onde mora.
   Essa é uma prática suicida maluca que vem ganhando adeptos a cada trimestre e se tornando uma epidemia que ameaça se espalhar para outros estados.
  No parlamento apareceram figuras folclóricas as mais exóticas, transformando a política que é coisa séria, em espetáculo circense de quinta categoria, com direito a palhaços de todos os tipos e a vida pública num picadeiro.
    Esse ano é, novamente um ano de eleição e esperamos nos que esses equívocos comecem a ser corrigidos.


Artigo anteriorA chegada das chuvas
Próximo artigoSaneamento básico I
Relacionados

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Processos eleitorais semelhantes?

As últimas eleições presidenciais realizadas nos Estados Unidos, aconteceram no ano de 2020 numa disputa ferrenha e num clima de discórdia acirrado, cenário nunca...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...