fbpx
27.1 C
João Pessoa
Início João Vicente Machado Os camaleões mudam de cor?

Os camaleões mudam de cor?

É sabido que um réptil da família dos Chamaeleonidae também chamado lagarto, Iguana e aqui no Nordeste camaleão, tem a capacidade natural de mudar de cor. Segundo os zoólogos, esse mimetismo é um ato de defesa natural dos predadores, ou um aceno à femea por ocasião da corte de acasalamento, como ocorre também com os pavões.

 

Se alguém pensa que são somente os camaleões que mudam de cor e promovem a corte à femea está redondamente enganado! Há seres vivos que são muito mais evoluídos e versáteis do que os camaleões, que podem mudar de cores várias vezes, exibindo um  colorido diferente a cada período.

Trata-se de ninguém mais ninguém menos  do que do Homo Sapiens, dito racional, que muda de cor não por temer os predadores, já que ele é o maior e mais feroz deles, mas por puro interesse pessoal em defesa  da parte material e financeira.

O processo de evolução física do ser humano, segundo Darwin, ocorreu durante milhões de anos e transformou o homem primitivo em Homo Sapiens. Essa foi uma evolução fantástica que implicou na mudança radical do modus vivendis do gênero humano. Na sua forma primitiva ele se defendia dos predadores trepado no topo das árvores e dali desceu para a caverna, onde descobriu o fogo com o auxílio do qual produziu as primeiras armas rudimentares e estabeleceu o marco zero da sua belicosidade.

Depois de milhões de anos de evolução e  consequente desenvolvimento, conseguiu chegar não somente à moradia por ele usada atualmente, equipada com todos os equipamentos necessários  para o seu conforto. Nas inúmeras e fantásticas transformações tecnológicas ocorridas ao longo dessa caminhada histórica, o ser humano evoluiu  desde o rudimentar machado de pedra, à fabricação de um moderníssimo míssil intercontinental nuclear, com alcance de 11 mil Km conduzindo  ogivas que pesam mais de 100 toneladas cada uma, podendo atingir velocidades de até 25.200 Km/h, ou seja  20,23 vezes a velocidade do som. Tudo isso para equipar a maquina de guerra destinada ao  extermínio em massa  da própria espécie humana.

O homem, ao contrário dos outros animais, sempre foi o mais exigente em recursos naturais,  desenvolvendo  hábitos sui generis, que o tornou diferenciado das demais espécies. Entre esses hábitos inclui-se o pernicioso egoísmo da acumulação, onde a solidariedade  humana inexiste, tornando-o totalmente  indiferente, até ao direito mais  fundamental do seu semelhante, que é comer.

É necessário ter  clareza e estudo,  para perceber que o processo de acumulação nos moldes em  que é praticado, não se dá apenas pela força do trabalho como a burguesia insiste em nos fazer crer. Se alguém está ganhando demais, nunca é porque está trabalhando muito como sempre repete. O seu excedente, com certeza é do tamanho da  escassez do outro que está perdendo para esse um. Como sabemos não haver milagre em economia, será necessário algo mais para que os valores ambiciosamente acumulados cresçam a ponto de criar bilionários dentro de uma crise como a de agora, a custa da miséria do semelhante. Esse algo mais é a mão de obra operosa do explorado que  aparecerá apenas como figurante na divulgação da renda per capita, ou na composição do Produto Interno Bruto- PIB, nada mais.

Mas afinal o que vem a ser renda per capita? É uma expressão latina que significa “renda por cabeça”, ou seja, o valor da renda média, por pessoa.
Vamos exemplificar: Imaginemos 10 pessoas de uma mesma família morando todos numa mesma  casa,  onde todos percebem salários que adicionados totalizam R$100.000,00. Pelo que podemos entender sobre renda per capita, nesse exemplo ela seria de R$ 10.000,00. Isso é verdade? Não, é uma meia verdade, e meia verdade é uma mentira. Seria verdade se todos ganhassem um valor igual, mas não é assim que funciona.

Se três membros da família ganharem R$30.000,00 cada um, sobrará R$10.000,00 para os outros sete restantes, ou seja, uma média salarial por pessoa de R$1.000,00. Entenderam?
Isso tem nome e se chama concentração de renda. Nesse particular o Brasil é um dos campeões do mundo e vamos demostrar através dos números oficiais.

Ora, a população brasileira que economicamente se situa desde a base da pirâmide na faixa marrom, até a faixa verde clara, inclusive, representa 91%.

Nesse contingente, a renda familiar máxima é R$ 6.780,00. Se o grupo familiar for de 6 pessoas a renda unitária será de R$ 1.130,00 e fica bem claro que quem se situa da faixa verde da pirâmide para baixo é pobre juntamente com 91% da população. Aqueles que estão inclusos na faixa verde escura, representam 4% da população e compõem os estamentos sociais considerados politicamente corretos, frutos da meritocracia. São os operadores terceirizados pela aristocracia, cuja companhia lhes envaidece e arregala o peito.

No topo da pirâmide situa-se o 1% que forma o nicho dos donos do capital. Esses sim  representam o poder de fato. São os donos dos meios de produção e do capital especulativo, que precisa ser multiplicado de qualquer maneira. A  burguesia se presta para o papel de instrumento da opressão, ou seja, “é amiga do dono do porrete.”

A figura do chalé ao lado representa o aparelho de estado, a sua organização administrativa, as relações e os meios de produção operados pelas instancias da superestrutura: política, coercitiva e ideológica, que são moldadas pelo andar de cima para operar e multiplicar o capital. A educação é ministrada segundo a ideologia dominante, para atender as demandas do aparelho de estado.

Segundo Paulo Freire, “há duas espécies gerais de educação: a educação dominadora e a educação libertadora. A educação dominadora apenas descreveria a realidade e transferiria conhecimento; a educação libertadora seria ato de criação do conhecimento e o método de ação-reflexão para transformação da realidade.”

A política no modelo liberal burguês, ela é colocada sempre à serviço do estado capitalista e é operada por agentes políticos surgidos do meio da própria burguesia, das oligarquias, das néo-oligraquias e da parentela.

Na verdade, eles prestam o serviço sujo que lhes é destinado, porém precisam auferir o bônus da pequena parte que lhes cabe como recompensa. Para tanto é no seio das agremiações partidárias onde operam e onde fazem as suas colheitas.

Para nós que aceitamos participar desse modelo de política, a resposta que nos darão é a seguinte: “fundem um partido e venham disputar o poder conosco!”
Não é necessário dizer que as eleições para os explorados,  têm como utilidade principal o processo de acumulação de forças para outras lutas futuras.

No topo da pirâmide do sistema capitalista mostrada a seguir, há a representação dos que mandam em todos e no andar térreo está a esmagadora maioria dos que trabalham para todos. Esses estão  há milênios, suportando o peso  dos parasitas dos demais andares de cima.

Voltemos ao humilde  camaleão que muda de cores como forma de defesa, para entender como os parlamentares filiados às legendas de aluguel,  mudam de cor  como quem  muda de roupa, exclusivamente para harmonizar sua mobilidade Eles estão distribuídos na aquarela multicolorida da fotografia abaixo, onde tem partido para todo gosto, sem nenhuma diferença ideológica entre eles, ou seja  quase todos  estão  em defesa do mesmo ideal que capitalismo feroz.

De acordo com as negociações eles vão mudando de cor para harmonizar os seus interesses pessoais, tanto na obtenção do pró labore, como nos “incentivos” de votações pontuais de projetos de interesse do executivo.

As vezes bravateiam, se exasperam, vociferam, ameaçam, para  no final, “em nome do interesse público,”  ficar tudo “resolvido pacificamente.” Os grandes projetos que alteram a macroeconomia e  de interesse maior dos donos dos meios econômicos e financeiros, serão  acatados pacificamente sem a mínima discussão e as vezes, para não causar polêmica, são aprovados pela madrugada, às escondidas.

Aquelas discussões acaloradas travadas no varejo é apenas  para inglês ver, porque no atacado não há nem  apreciação e debate para a aprovação.
Nas eleições desse ano temos a enorme responsabilidade de fazer valer a nossa maioria numérica e tentar equilibrar a correlação de forças no parlamento. Ai sim teremos acumulado força para enfrenta-los.

 

 

 

 

Consulta: https://www.significados.com.br; livro: A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado. Friedrich Engels; Livro :A História da Riqueza do Homem. Leo Huberman; Livro: Crítica à Filosofia do Direito de Hegel. Karl Marx;

Fotografias:https://Missil+satan+2&tbmlogspot.com; Significado de Evolução Humana (O que é, Conceito e Definição) – Significados; https://www.afe.com.br/artigos/comecando-uma-criacao-de-pavoes; Partidos Políticos Brasileiros e suas ideologias [resumo] (todoestudo.com.br)

Relacionados

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Absolutismo á Brasileira em Pleno no Século 21

O absolutismo foi um sistema de governo político e econômico, adotado na Europa entre os séculos XVI e XVIII, na fase transitória entre o...

Processos eleitorais semelhantes?

As últimas eleições presidenciais realizadas nos Estados Unidos, aconteceram no ano de 2020 numa disputa ferrenha e num clima de discórdia acirrado, cenário nunca...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...