fbpx
20.1 C
João Pessoa
Início Ronilson Paz Prevenção e gestão de conflitos com animais silvestres

Prevenção e gestão de conflitos com animais silvestres


A urbanização do Brasil é baseada principalmente a partir do desmatamento de florestais, principalmente das matas, como as do litoral, que destrói os habitats dos animais silvestres, restringe a quantidade e o fornecimento de alimentos, provoca a redução e até extinções de populações inteiras, diminuindo a biodiversidade da região.

Como uma questão de sobrevivência, alguns animais saem dos remanescentes florestais e invadem casas próximas à procura de abrigo e alimentos. Estas invasões podem provocar certos conflitos onde na maioria das vezes os animais não se dão bem.

Alguns animais, ditos sinantrópicos, adaptaram-se a viver junto ao homem, mesmo sem a vontade dos humanos, servindo-se de abrigo, água e alimento, fornecidos involuntariamente pelo homem, os quais podem ser nocivos ou não.

O controle e manejo de animais sinantrópicos devem ser precedidos de autorização. Entretanto, o IBAMA considera dois grupos de animais sinantrópicos nocivos, que são passíveis de controle por pessoas físicas e jurídicas devidamente habilitadas para tal atividade, sem a necessidade de autorização:

a) artrópodes nocivos: abelhas, cupins, formigas, pulgas, piolhos, mosquitos, moscas e demais espécies nocivas comuns ao ambiente antrópico, que impliquem em transtornos sociais ambientais e econômicos significativos.

b) roedores sinantrópicos comensais (Rattus rattus, Rattus norvegicus e Mus musculus) e pombos (Columba livia), observada a legislação vigente, especialmente no que se refere à maus tratos, translocação e utilização de produtos químicos.

Sagui-estrela próximo a residências no Município de Sousa-PB. Foto: Janifran Oliveira. Fevereiro de 2022.

Outros animais procuram se aproximar dos humanos esporadicamente, também à procura de abrigo e, principalmente, água e alimento, como é o caso dos macacos, como o sagui-estrela do gênero Callithrix. Ao serem alimentados, os macacos habituam-se à presença humana e isto faz com que os animais percam o medo instintivo e começam a causar conflitos.

Esses conflitos causados pelos primatas e outros animais sempre são decorrentes da ação humana, seja pela destruição dos habitats, ou pela habituação de animais silvestres. Esses conflitos principalmente com primatas são muitos traumáticos, isso porque os macacos são muito inteligentes e adaptam-se aos principais métodos de captura ou os empregados para afugentamento ou espantá-lo. Além de contar com indivíduos sentinelas que alertam a presença de ameaças.

A melhor maneira de encerrar um conflito é não iniciá-lo. Assim, na presença de primatas na sua residência, jamais os alimentem, por mais que ache que esses animais estão passando por privação de alimento. Os macacos sempre encontram e encontrarão seu alimento no ambiente natural. Alimentando esses animais eles perderão o medo dos humanos e ficarão mais susceptíveis a caçadores. Ademais, os saguis-estrela são extremamente vulneráveis ao vírus da herpes, causando-lhe óbito, e ao fornecer alimento pode-se contaminá-lo com o vírus…

Relacionados

Animais exóticos em cativeiro oferecem riscos aos seres humanos

A criação de animais silvestres em cativeiro é permitida, desde que autorizado pelo órgão ambiental competente, sendo infração administrativa, com multa variando de R$...

Afinal, a produção de energia eólica é realmente “limpa”?

O termo “energia limpa” é atualmente designado para indicar os sistemas de produção de energia renováveis que excluem qualquer tipo de poluição, principalmente por...

A arborização urbana deve ser feita com responsabilidade

Fonte: Foto Internet A arborização urbana é um excelente instrumento para atenuar as temperaturas, principalmente em locais com clima mais árido. Isso por que as...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...