fbpx
25.1 C
João Pessoa
Início Ronilton Lins Olimpíadas 2021:Igualdade e respeito em Tóquio

Olimpíadas 2021:Igualdade e respeito em Tóquio

Os Jogos de Tóquio deverão ser lembrados na história olímpica como um marco na luta por igualdade, respeito às diversidades e abertura às manifestações sociais e políticas dos atletas. 

A começar pela igualdade de gênero, os jogos olímpicos foram considerados a maior igualdade de gênero na história da competição, com 48,8% de participação feminina entre os quase 11 mil atletas. Na cerimônia de abertura, permitindo que a partir de agora os Comitês Olímpicos Nacionais indiquem uma mulher e um homem para carregarem juntas as bandeiras nacionais do evento.

Entre os atletas brasileiros no Japão, a principal expoente desse novo momento do movimento olímpico de igualdade de gênero é a atacante Marta, seis vezes escolhida a melhor do mundo. Homossexual declarada, a jogadora usará nos Jogos uma chuteira com a marca da campanha “Go equal”, que pede equiparação salarial entre mulheres e homens, num movimento forte nos EUA, sem falar do fenômeno do voleibol, Douglas Souza, cujo sucesso se deu a partir das animadas performances que o atleta do EMS Taubaté Funvic postou em seu perfil no aplicativo Instagram. Entre os vídeos que mais viralizaram está o que ele samba em cima da cama de papel da vila Olímpica, para testá-la; o que ele desfila na quadra, como se estivesse em uma passarela; e a dublagem da cantora Pabblo Vittar em “Zap Zum”.

“Eu sou a prova viva de que um LGBT pode jogar em alto nível como um hétero, sem problema nenhum. A gente precisa levantar essa bandeira em busca de igualdade. Acho extremamente importante a gente estar aqui em competições internacionais, desse tamanho, desse nível, porque somos pessoas iguais a todos. Não queremos ser melhores do que ninguém. Queremos apenas direitos iguais e sermos tratados da melhor maneira possível, assim como todo mundo.” diz o ponteiro da seleção masculina de vôlei Douglas Souza.

Ainda no campo da diversidade, temos a halterofilista Laurel Hubbard, da Nova Zelândia, a primeira atleta transgênero a competir numa Olimpíada. 

Na esteira de movimentos como o “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam), o COI também deixou mais brandas as suas regras e a partir de Tóquio passará a admitir protestos nas entrevistas, redes sociais e nos recintos das competições, durante ou antes do início das provas. Mas a entidade alerta que os atletas precisam respeitar os protocolos das cerimônias de abertura e encerramento e também o momento de premiação no pódio sob o risco de serem punidos.

Por fim, a decisão das ginastas alemãs de usar trajes cobrindo o corpo inteiro para combater a sexualização da mulher no esporte é um ato incrível baseado num princípio irrefutável: a liberdade de escolha, ainda mais num quesito que não tem a ver com a performance da modalidade em si.

A diversidade incomoda os dogmáticos. Um dos melhores lemas inventados até hoje é viva e deixe viver

Avançamos, falta muito ainda!

 

 

Relacionados

A importância da Mata do Buraquinho na cidade de João Pessoa

A preocupação com a conservação da biodiversidade decorrente das constantes perturbações nos ecossistemas naturais tem crescido exponencialmente, uma vez que, como forma de minimizar...

O mundo discute sustentabilidade em Dubai

Sustentabilidade! Uma palavra da moda. Ouvimos falar quase que diariamente: cidade sustentável, vida sustentável, indústria sustentável, desenvolvimento sustentável. As cidades são por sua natureza insustentável,...

A espera do vento de Aracati no sombreiro:um legado do sertanejo

Sou filho de sertanejo com raízes fincadas na minha Jatobá, no interior da Paraíba, conhecida por São José de Piranhas, lá no meu sertão...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

A primeira entrevista publicada no Brasil

Em 1808, quando D. João chegou ao Rio de Janeiro, fugindo das tropas de Napoleão que haviam invadido Portugal, trouxe na sua imensa bagagem...

Mês dos pais

Conceituam-se os fenômenos para atender às necessidades, sejam de mercado, sejam de conveniência, mas conceituar transforma o simples no complexo e o certo no...

O que é Depressão?

A depressão é um transtorno que envolve o corpo, o humor e os pensamentos. Ela interfere no cotidiano, nas relações sociais, nas relações familiares...

Macacos não transmitem a varíola

O Brasil está mais vez está enfrentando uma pandemia diferente. Dessa vez é a varíola dos macacos (do inglês monkeypox). Essa varíola apresenta sintomas...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Afinal de Contas Que Canal é Esse?

Canal é um dispositivo hidráulico usado para transporte de água, muito conhecido de todos nós, desde a primitiva levada de terra, até os canais...