fbpx
21.1 C
João Pessoa
Início Thiago Silva Urban Jungle

Urban Jungle

Enquanto vivemos a loucura dessa pandemia e o desastre do gerenciamento de crise ao combate ao Covid-19, sendo bombardeados a cada instante por uma carga de informações que nos deprime, é importante que cada um, dentro das suas possibilidades construa válvulas de escape para não ser acometido de males causado pela nossa própria mente.

Venho percebendo que muitos amigos e amigas me buscam agora para tirar dúvidas sobre cuidados com plantas. Até mesmo aqueles que eu acreditava ser improvável cuidar de um ser vivo, começam agora a tratar de um resistente cacto que fica posto na janela próxima a mesa que tem usado para o trabalho home office. Há também aqueles que estão se tornando experts no cuidado  com os vegetais: alguns enveredando para as ornamentais, outros paras as alimentares. 

Tudo isso me deixou inquieto e fui em busca de respostas. Conversando com outros profissionais, inclusive aqueles do ramo da jardinaria, também relataram impressões semelhantes quanto ao aumento de pessoas buscando o cuidar das plantas como um novo hobby.

A pandemia trouxe o isolamento, o isolamento trouxe a ansiedade e é natural que nosso organismo busque estratégias para reduzir a carga de stress que o corpo e a mente nos  submetem. Cuidar de plantas pode ser um ótimo caminho para tal. Elas precisam ser aguadas, adubadas, podadas, entre outras atividades de manejo. O esperar por aquele botão floral que irá desabrochar em breve, traz uma felicidade às vezes há muito tempo não experimentada.

Mesmo com a pandemia, a produção e comercialização de cactos e suculentas da rede de viveiricultores do Curimataú Paraibano não para. Fonte: Rede de Viveiricultura do Curimataú Paraibano.

Dados do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor) demonstram que houve um aumento de 5% na comercialização de plantas ornamentais em todo o país, obtidas  pelas compras por delivery e nos supermercados. Ao buscar informações com a rede viveiricultores da agricultura familiar do Curimataú paraibano, mesmo com todos os problemas de comercialização, em 2020 foram vendidos mais 400 mudas de cactos e suculentas ornamentais para floriculturas da capital paraibana.

Seja na cidade ou na zona rural, as plantas trazem benefícios para aqueles que as cultivam. Fonte: Rede Viveiricultura do Curimataú Paraibano.

Semelhantes aos nossos animais de estimação, as plantas invadem os apartamentos de todas as cidades. As velhas plantas que nossas avós tinham em seus jardins, becos e quintais de casa, agora recebem nome em inglês Urban Jungle, e tomam salas, varandas e até banheiros.

Urban Jungle, a releitura dos jardins de nossas avós aos pequenos apartamentos das grandes cidades. Fonte: Internet

Plantas não só fixam CO2 e convertem no oxigênio que precisamos para sobreviver, como  também auxiliam na manutenção da umidade relativa do ar, além de  filtrar particulados. Basta caminhar por uma rua arborizada e outra não, para sentir a diferença térmica entre elas, ou visitar um parque urbano e por um minuto pensar que não vives ao meio do barulho e poluição adjacente.

Parque Sólon de Lucena (Lagoa), município de Joao Pessoa/PB. Mesmo sendo um estreito cinturão de árvores ao redor de um pequeno reservatório, a sensação de bem-estar que ele oferece é fundamental para saúde mental dos seus frequentadores. Fonte: Internet.

O que pensar disso? Eu particularmente acredito que seja um dos poucos pontos positivos que podemos pescar de todo esse caos que vivemos: Aumentar a quantidade de apreciadores de plantas, pode ser um caminho indireto para sensibilização das pessoas a causas ambientais maiores: desmatamento e queimadas de nossas florestas, uso indiscriminado de agrotóxicos, conservação de hortos e praças, entre outros.

Relacionados

O Obééééévio: a caprinovinocultura no nosso Estado

Fugindo um pouco dos alvoroços da gestão pública federal, que tem sido a base do conteúdo dos colunistas país a fora, me deparei meses...

Ser mãe de autista é ser uma mãe leoa

O mês de maio está acabando, mas ainda há tempo de fazer uma homenagem as mulheres que se dedicam a missão da maternidade, seja...

Mudanças, está na hora de colocar algo no papel

Caros leitores, nestas últimas semanas venho passando por um novo ciclo na minha vida pessoal, e por isso uma palavra tem sempre martelado na...

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

O justo fruto das nossas ações

O ímpio recebe pagamentos enganosos, mas quem semeia a justiça colhe segura recompensa. Provérbios 11:18 Ao chegar da escola, ainda contrariada por causa de alguma...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Trinta Navios de Dimas Macedo

Navegar, mergulhar e voltar à tona sempre foi um desafio na vida de Dimas Macedo. Os Navios construídos por ele navegaram do Rio Salgado...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...