fbpx
28.1 C
João Pessoa
Início Ronilton Lins Os desafios da mulher advogada

Os desafios da mulher advogada

Nos primeiros passos da minha vida profissional, quis o destino que minha orientadora fosse uma mulher, Dra. Fatima Lopes, uma guerreira que nunca deixou passar o sentimento de injustiça. A sua morte, ainda prematura, me faz lembrar a força que tinha, ultrapassando dia a dia o preconceito, sempre buscando espaços de fala dentro do judiciário, seja na ABMCJ (associação brasileira de mulheres de carreira jurídica), seja como defensora pública geral do estado, seu último cargo.

A sua postura brava e valorosa serviu de inspiração para suas filhas Ana Carla  e Carol Lopes que se vêem representada na figura destemida de sua mãe, sempre lutando por uma sociedade mais justa e igualitária, defendendo arduamente na vida profissional e na OAB/PB, enquanto instituição, quem pretende calar os direitos da mulher.

Em seu pioneirismo, a advogada Fátima Lopes, inspirou dezenas de mulheres a conquistarem seus lugares e derrubarem ambientes predominantemente ocupados por homens, reunindo todas as advogadas da associação que fazia parte para falar sobre os desafios da profissão.

Não há dúvida de que se propaga em todo o mundo – até no fechado Irã – um processo revolucionário em favor dos direitos da mulher. Há progressos sensíveis na evolução em favor dos direitos da mulher em relação aos planos econômico, político, intelectual, artístico, técnico e científico. Perseveram, contudo, fortes desigualdades em relação ao homem.

Há que se perguntar a razão da quase ausência – ou, melhor dizendo, da reduzida presença – das mulheres advogadas nos cargos de direção de nossa entidade. Antes que se tire alguma conclusão precipitada, é interessante observar que esse fenômeno não é exclusivo da advocacia. Ele permeia todo o Judiciário, e, por que não dizer os outros poderes.

Não posso deixar de ressaltar, o avanço que a OAB/PB, através de sua comissão da mulher advogada e da comissão de combate a violência e impunidade contra a mulher, onde é capitaneada uma luta incansável de apoio as mulheres vítimas de violência estreitando os laços com o judiciário, trabalhando o feminismo, o empoderamento, a sororidade, combatendo a misoginia e a violência de todas as formas.

Note-se, a título de exemplo, que o CPC prevê a suspensão do processo por 30 dias, em caso de parto ou adoção pela advogada, se for ela a única patrona da causa (CPC art.313, IX, §6º).        

 Trinta dias poderiam ser uma boa referência para a suspensão do prazo em cada processo.   

 Por outro lado, sabe-se, desde a lição de Ruy Barbosa, patrono da advocacia, que “igualdade é tratar desigualmente os desiguais na medida em que se desigualam” (Oração aos moços). Nada mais razoável, que tratar desigualmente as mulheres advogadas que possuem sobrecarga de trabalho em casa.

Não posso deixar de ressaltar a tríplice jornada de trabalho feminina, em tempos de pandemia, agora aguçada pela presença compulsória e permanente em casa das crianças, em razão da suspensão das aulas presenciais, tendo que conciliar os afazeres  doméstico com os profissionais.

Precisamos nos unir para tentar mudar isso, mudando preconceitos outrora estabelecidos.

Deixo aqui minha contribuição para as colegas advogadas, no dia 08 de março.

Relacionados

A importância da Mata do Buraquinho na cidade de João Pessoa

A preocupação com a conservação da biodiversidade decorrente das constantes perturbações nos ecossistemas naturais tem crescido exponencialmente, uma vez que, como forma de minimizar...

O mundo discute sustentabilidade em Dubai

Sustentabilidade! Uma palavra da moda. Ouvimos falar quase que diariamente: cidade sustentável, vida sustentável, indústria sustentável, desenvolvimento sustentável. As cidades são por sua natureza insustentável,...

A espera do vento de Aracati no sombreiro:um legado do sertanejo

Sou filho de sertanejo com raízes fincadas na minha Jatobá, no interior da Paraíba, conhecida por São José de Piranhas, lá no meu sertão...

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...