fbpx
23.1 C
João Pessoa
Início Luiz Célio Rangel Mentes abertas & Mentes fechadas

Mentes abertas & Mentes fechadas

“Somos o que pensamos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo”.

Sidarta Gautama (Buda) 

O nosso pensamento é a base de nossas decisões. Quando uma pessoa alimenta uma crença limitante de que não é capaz de realizar algo, torna-se prisioneiro desse modo de pensar. Assim, a inércia cognitiva faz com que a frustração se torne um sentimento constante na vida de quem se permite aprisionar por convicções restritivas. E pior ainda, quando somos acometidos por pensamentos ruminantes (ou obsessivos) geradores de diálogos internos. Via de regra, ficamos dando voltas e voltas em nossa mente, norteados pela procrastinação. 

Em uma sociedade agitada, competitiva e célere em fazer acontecer, as derrotas e vitórias começam a ser construídas no interior de cada pessoa — e o positividade da mente é o ponto de partida para o autoaperfeiçoamento.

O termo Homo sapiens, ou seja, “homem que sabe” e é utilizado para designar cientificamente o homem moderno. Este se difere das demais espécies do reino animal pela presença de autoconsciência, racionalidade e sapiência.

Se pensarmos que as nossas habilidades mentais e cognitivas vêm sendo acumuladas ao longo de uma história evolucionista que já dura milênios, fica fácil compreender a importância dos atributos que constituem a individualidade de cada pessoa e como esse indivíduo se relaciona com o mundo.

Muitas vezes todo o nosso potencial se contrai em uma prisão da qual nós mesmos temos a chave. Mas, por que fazemos isso?  Por que, tendo um imenso potencial, nos submetemos a uma vivência cognitiva medíocre?

Na verdade, é que a ideia de viver com tudo planejado e previsível parece muito confortável. Ao mesmo tempo, essa “comodidade” pode ser muito traiçoeira. 

Para abrir as grades do nosso calabouço mental, é preciso nos livrar dessa visão estreita que não lhe permite olhar e seguir adiante, que não nos deixa contemplar todas as oportunidades que lhe são apresentadas.

QUATRO SINAIS QUE AS PESSOAS APRESENTAM QUANDO POSSUEM MENTES FECHADAS OU ESTADOS DE APRISIONAMENTO MENTAL:

1. MEDO DE MUDANÇAS: mudar significa romper com antigos paradigmas.  E o medo do desconhecido embaraça a mente e impede as motivações para sair da zona de aparente conforto. São poucas as pessoas com liderança, porque são poucas as pessoas que correm o risco de errar, pois toda mudança é probabilística, sai do mundo das certezas.

“A vida é feita de processos. Não tenha medo de mudar e fazer diferente.”

Assim nos ensina Guilherme Machado – Presidente do Instituto Quebre as Regras.

2. CRENÇAS LIMITANTES: são pensamentos e interpretações que você toma como verdadeiros, mas que no fundo são falsas ou pelo menos não são verdades plenas. Essas crenças impedem a nossa vida de se tornar melhor. São crenças originadas pela necessidade de se firmar em algum postulado, que garantam nos sentir seguros diante das múltiplas condições e opções que surgem ao longo da vida. 

Elas podem estar fundamentadas em princípios de ordem religiosa, cultural, política, ou até mesmo uma blindagem pseudorracional etc.  

A carga emocional dessas crenças é muito forte e excessivamente limitante ocasionando exclusão explícita ou manifesta desconfiança de quem não comunga dos mesmos princípios. 

3. O PERFECCIONISMO: em termos clínicos, o perfeccionismo é considerado um traço de personalidade que envolve a tentativa constante de ser o melhor em tudo que faz. Também está ligado ao medo de mudanças, pois revela uma mente rígida, e pressupõe não admitir erros.

Acredito que não nascemos para sermos perfeitos, nascemos pare sermos felizes. 

“Todo perfeccionista é um carrasco para si mesmo”, nos ensina o escritor pernambucano Lucêmio L. Anunciação.

4. O EXTREMISMO: o extremismo aliado ao unilateralismo, resulta em total fechamento ao diálogo e à negociação. É a expressão de uma mente ambivalente, com a diferença que apenas um lado é o certo. É uma prisão mental altamente nociva à convivência pacífica, pois se alimenta do medo do diferente. Os dogmatismos religiosos, ideológicos, culturais e políticos não admitem o diferente, que é visto como perigoso e, por isso, deve ser combatido e ridicularizado.

Karlos Antonio-Ka, livre pensador da web nos exorta: “Não se renda ao extremismo, nem da esquerda nem da direita. Aos poucos você vai perdendo o senso crítico e cavará a morte da sua sensatez”

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A nossa mente é uma força poderosa, pode nos libertar ou nos aprisionar. Por isso, temos o dever de escolher não aceitar os falsos limites que nos foram interiorizados ao longo da vida. 

Como dissemos, nosso o cérebro, funciona como um suporte biofisiológico da mente, considerando que as potencialidades da mente vão muito além das possíveis limitações neurocerebrais.

A boa notícia é que sempre é tempo de se libertar e encontrar o caminho do desenvolvimento e da felicidade. Se você sonha em realizar algo, mas não o faz por acreditar que é incapaz, saiba que está em suas mãos abrir a sua mente e ressignificar todas as crenças bloqueadoras que carregou até aqui. A partir do momento em que se olhar no espelho e enxergar ali o ser humano fantástico que você é, a sua vida começará a se transformar.

Muitas vezes essa tarefa torna-se bem mais fácil, quando se tem a ajuda de um psicólogo, para nos auxiliar nesse trabalho. 

Um conselho: Seja protagonista de sua história e não plateia. Acredite em si! Acredite no seu sucesso!

Relacionados

AMOR SEM LIMITES: na saúde e na doença, na alegria e na tristeza…

Acredito que apenas ter saúde não é garantia de felicidade plena, posto que, apenas o amor verdadeiro pode certificar à felicidade integral. Assim, podemos...

Negacionismo: vírus devastador que pode até matar

Negacionismo é o ato de rejeitar terminantemente e/ou desconsiderar um fato ou conjunto de fatos notadamente bem aceitos por convenções científicas ou acadêmicas. Na...

A esperança agonizante de um povo sofrido

Dificilmente, fora do meu ciclo familiar, me pronuncio em questões pertinentes à política partidária. Aprendi a manter um silêncio obsequioso sobre essas questões com...

32 COMENTÁRIOS

  1. Maravilhosa reflexão, bem pertinente ao momento em que a humanidade está passando.Se não tentarmos mudar numa situação de caos, pelo medo do novo, não vamos mudar jamais! Obrigada mais uma vez pela sabia reflexão!

  2. Lendo o texto e me auto analisando,alguns momentos alinhada com a mente aberta,outras com a mente fechada,chegando exatamente à conclusão do texto de que como ser humano eu também não sou absolutamente mente fechada ou aberta,mas uma variação…talvez eu esteja no processo de me tornar 100% mente aberta.
    Obrigada,Dr Luiz Celio.

  3. Gratidão DORIAN, por seu tempo dedicado em ler o texto e por seu comentário em terras do além mar.
    Doeian embora resida nas Ilhas Canárias (Espanha), está passando férias em Ustariz uma cidade no sul da França, proxima aos Pirineus; a bela cordilheira cujas montanhas formam fronteira natural entre a França e a Espanha.

  4. Parabéns Luiz Célio pelo texto, acho que 90% da população brasileira sofre dessas limitações! Ultimamente, assistir umas aulas motivacionais,e o seu artigo, confirma casa vez mais, que as nossas crenças,nossas decisões, são responsáveis pelo nosso sucesso ou fracasso.

  5. Excelente artigo Luís Célio,esclareceu muita coisa sobre os pensamentos ruminantes e que concerteza vão me ajudar bastante.Um grande abraço e continue com esse trabalho incrível.Gabriel Estrela

  6. O domingo agraciou os leitores e internautas com dois prêmios representados pelo artigo de Luiz Célio Rangel, na verdade uma consulta psicológica coletiva, num texto de grande profundidade e utilidade pública.
    Luiz Célio como os demais colaboradores articulistas tem excedido em qualidade nos seus escritos o que para mim, repito: não é novidade e aqui no sítio http://www.joaovicentemachado.com.br ele tem dado apenas uma amostra do que é capaz.
    Houve também a estreia do um novo quadro em linguagem falada que é o assuntando que trouxe uma entrevista com uma jovem adolescente sobre a interferência do COVID 19 na rotina escolar dos adolescentes. O entrevistador fui eu é que sou suspeito em me auto analisar, mas a entrevistada se saiu muito bem! Parabéns a ambos, Luiz Célio e Maria Rita.

  7. Minha gratidão a você João Vicente (& Gorette), pelo honroso convite de participar do seu site, sendo um dos colunistas do domingo, e sobretudo pela oportunidade de participar do que considero uma excelente terapia ocupacional. Estou gostando muito dessa "brincadeira".

  8. Que texto esplêndido meu amigo… esse aprendizado vou levar para a vida! Achei fantástica a fala: "…são poucas as pessoas que correm o risco de errar, pois toda mudança é probabilística, sai do mundo das certezas…". Imagina uma profissional que respira probabilidades lendo isso? Gratidão pelo aprendizado! Um dos melhores artigos que já tive o prazer de ler! Esperando os próximos… Abraços.

  9. Mais uma vez agradeço a voce Gilmarinha, por sua atenção e comentário elogioso.
    Parabéns por sua percepção como Professora e Doutora em Estatística (UFPB), certamente fez foco e grifo na frase "…toda mudança é probabilística, sai do mundo das certezas…"

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...