fbpx
25.1 C
João Pessoa
Início Hidrômetro Criminoso
Array

Hidrômetro Criminoso

João Vicente na sede do Regional em Sousa , ano 1976

Por: João Vicente Machado
  A minha caminhada profissional na CAGEPA teve inicio na cidade de Sousa, que era a sede da Gerência Regional do Rio do Peixe e  tinha na sua área territorial 16 cidades.

 Guardo dos amigos que me ajudavam a gerir o Regional, as melhores recordações, pela dedicação, pelo compromisso público, e pela capacidade de trabalho e o  pertencimento que assumiam nos cuidados com o sistema como fosse as suas casas.
   Nesse meio tinham aqueles bem humorados que mesmo depois de dois ou três dias contínuos de serviço, em um reparo em adutoras muitas vezes em locais ermos, trabalhavam intensamente e animavam a turma.
      Era o caso do saudoso Apolônio Ferreira de Medeiros, um humorista nato,  que  era  uma alegria ambulante. Todavia não era somente na CAGEPA que tinha figuras humoradas, elas se espalhavam pela cidade e o caso que lhes trago hoje espelha muito bem o que acabo de afirmar. Veja-o vídeo que segue.

 

Relacionados

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...

5 COMENTÁRIOS

  1. Essa é uma das tantas já contadas e vividas por esse maravilhoso BLOGUEIRO cuja várias viagens já fizemos juntos por esta Paraíba a fora e com certeza presenciei varias passagens idênticas porque não dizer mais antagônicas do que estas. Meu dileto PARABÉNS não só pelo fato ocorrido mais também, pela brilhante maneira de narrar para nós.

  2. São fatos acontecidos e verdadeiros que vivenciamos ou assistimos nas nossas andanças, quer a trabalho ou a lazer. Tenho o hábito da feira livre que é uma universidade popular aberta, com ensinamentos do cotidiano.
    depois lhes trago outros publicáveis porque impublicáveis tem muitos.

  3. O “causo” foi deveras inusitado. Só que me deixou na maior curiosidade em saber os termos em que você explicou ao nosso ruralista o porquê da instalação desse “chupa cabra” em sua rede de água e, de fato como culminou esse evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...