fbpx
28.1 C
João Pessoa
Início “Um Espectro Ronda as Américas”
Array

“Um Espectro Ronda as Américas”

 

                                               

   


Por: João Vicente Machado


Em 1956 foi lançado um filme que nos serviu de inspiração, cujo titulo foi: “Assim Caminha a Humanidade”  tendo como  diretor o consagrado  George Stevens. Era um drama/faroeste com um elenco de estrelas consagradas da época, como: James Dean, Elisabeth Taylor, Rock Hudson e Carroll Baker.  O filme conseguiu mostrar, mesmo que de forma superficial, as contradições na convivência humana que, malgrado a permanente evolução e aperfeiçoamento, não têm movimento retilíneo uniforme, como aprendemos  nos compêndios de  física.

   A melhor forma de representar o nosso pensamento foi a figura de uma senoide que alterna altos e baixos

   O modelo capitalista tem na sua essência as crises cíclicas decodificadas e ressaltadas por Karl Marx, consequência direta das contradições econômicas gestadas e albergadas no ventre capitalista igual à senoide  acima.       

      Marx dedica o Capítulo XXV de O Capital, à Lei Geral da Acumulação Capitalista, onde ele aborda o estudo sistemático das crises cíclicas que se repetem de tempos em tempos na economia liberal, um projeto teórico que Marx não pôde concluir antes de se encantar. 

      Isso, contudo não nos impede de recolher elementos, tanto para questionarmos o credo liberal, como  vários postulados capitalistas, como a famigerada lei da oferta e da procura que Marx demonstra que  é  enganosa,  como para tentar entender a conexão entre  o fenômeno das crises e às profundas contradições do sistema capitalista.

       O mundo viveu recentemente uma avalanche eleitoral de direita, que entronizou figuras politicamente amorfas, insípidas e inodoras, a começar por Donald Trump na catedral do capitalismo que são os Estados Unidos. 

      Na sua fanfarronice crônica, os USA  vêm ditando regras de comportamento macroeconômico ao mundo, regras essas  “muito boas e eficientes,” mas quase nunca seguidas por eles que sempre preservam com muito zelo, tanto a sua (deles) economia estatal,  quanto às suas mega  empresas privadas.         

      A escalada mundial conservadora associada à eleição de Trump, estimulou a ascensão de partidos de extrema direita na Europa e principalmente na América Latina, alastrando-se como uma epidemia por países como Paraguai, Argentina, Guatemala, Honduras, Peru, Bolívia e notadamente a maior economia do continente, o Brasil.

      O caso da EMBRAER no Brasil é um exemplo emblemático de como uma Empresa sólida que tinha um papel fundamental na nossa pauta de exportações pôde ser retirada sutilmente de cena sem chamar a atenção da opinião pública desinformada, e se constitui no pior exemplo de entreguismo do atual governo brasileiro.

      A empresa que nasceu estatal teve seu controle acionário assumido pela BOING, numa transação que o DIEESE analisou e concluiu que era evitável.

       Ao assumirem o controle levaram a EMBRAER para os USA e agora anunciam a sua morte com a perda de toda memória tecnológica nela desenvolvido.

      Donald Trump, Presidente dos USA

      A audácia dos neoliberais, dessa vez foi muito além daquilo que sempre fizeram à sorrelfa e que começou a provocar efeitos colaterais insuportáveis como foi o caso do Chile. A população daquele país andino, que desde 1963 viveu sob o tacão de uma constituição outorgada pela sanguenta e cruel ditadura de Augusto Pinochet, nesse ano de 2020 resolveu assumir o protagonismo da história, não aceitando mais a negação de direitos fundamentais ao ser humano.

      Do fundo do poço resolveu peitar o governo que resistiu por quase um ano, até a contundente derrota que lhe impôs a massa, culminando no domingo passado, dia 25/10/2020, com a aprovação do plebiscito que permitiu rasgar a constituição outorgada, e aprovar a convocação de uma assembleia constituinte para elaborar uma nova carta, que poderá sepultar por longo tempo, os resquícios de uma das ditaduras mais cruéis que conhecemos no nosso continente. 

      No domingo passado a multidão que ocupou triunfalmente uma praça central de Santiago, não desagravou apenas o povo do Chile, mas lavou a alma de toda América Latina, apontando um facho intenso lavou as mágoas pertinentes apenas   Chile 

         Presidente Luis Arce da Bolivia

    A Bolívia que conviveu por quase um ano com as escaramuças do baronato de Santa Cruz de La Sierra, derrotou a extrema direita nas urnas e restabeleceu o estado democrático de direitos, graças ao poder de organização, à garra e determinação do povo boliviano.

      Olhando mais uma vez para o gráfico da senoide, podemos afirmar que a curva passou por uma inflexão democrática ascendente apontando o fim de mais um ciclo opressor que se prenuncia como o restabelecimento pleno do estado democrático de direito.

                                          Multidão que ocupou a praça central de Santiago


  
 Ate quando? Ora, até quando o nosso nível de organização se sobrepuser ao arbítrio, que pode ser uma situação longeva ou efêmera! Assim caminha a humanidade!


 

      Consultas: http://g1.globo.com/

                      https://horadopovo.com.br/

                        https://www.brasildefato.com.br/

     Fotografias: https://noticias.uol.com.br/;

                      https://www.cartacapital.com.br/

                        https://www.pagina13.org.br/

  

Relacionados

Afinal de Contas Que Canal é Esse?

Canal é um dispositivo hidráulico usado para transporte de água, muito conhecido de todos nós, desde a primitiva levada de terra, até os canais...

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

2 COMENTÁRIOS

  1. Sendo o Brasil um pais continental e a maior economia da América do Sul, me parece também ser o país com o maior número de alienados, ignorantes e manipulaveis. Estou estarrecida com o nosso comodismo, e acho que as eleições que vem ai mostrarão isso. Lamentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Afinal de Contas Que Canal é Esse?

Canal é um dispositivo hidráulico usado para transporte de água, muito conhecido de todos nós, desde a primitiva levada de terra, até os canais...

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...