fbpx
28.1 C
João Pessoa
Início Terrorismo oficial
Array

Terrorismo oficial

Por: João Vicente Machado
  Acabo de ver uma matéria publicada na The Intercept/Brasil, edição do dia 16 de abril de 2020,de autoria de Amanda Audi,  que exibe em manchete: 

  PRESIDENTE DO BC DIZ A INVESTIDORES QUE REDUZIR MORTES POR CORONAVÍRUS É PIOR PARA A ECONOMIA

  A fala do presidente do BC, Roberto Campos Neto, era dirigida aos investidores do mercado financeiro e segundo a matéria, ele teria tirado de contexto dados de um gráfico elaborado por economistas do Centro de Pesquisa Econômica, defendendo uma tese de que o isolamento social irá aprofundar a recessão. Percebam a primeira senha!     

 Sugere ainda uma correlação entre o achatamento da curva de imunização horizontal e vertical, explico:

  A curva da imunização horizontal prevê o isolamento social de forma geral e quanto mais aberta ela for mais abrangente, rápida e eficaz será a contenção do vírus. Essa modalidade impacta mais a economia como consequência da paralisação temporária da atividade econômica de forma mais ampla. 

  Já imunidade de grupo também chamada “efeito rebanho”, propõe o contrário, ou seja, o funcionamento pleno da atividade econômica, o que provocaria a disseminação da doença. A propagação se encarregaria de conferir imunidade à população. Dessa forma e na avaliação dos especialistas a imunização será alcançada com 60% a 70% da população infectada, já que não existe ainda a vacina imunizadora. Perceba a segunda senha. 

 Mutatis mutandis, seria a reintronização do processo de seleção que a mãe natureza usou lá atrás e sem a interferência da mão humana, nos idos período pré-histórico quando ainda existiam animais em evolução.

 Por fim a declaração, mais uma do presidente da republica que segundo o jornal O Estado de Minas do dia 02/04/2020,  teria declarado à Radio Jovem Pan, esperar que ”60% a 70% da população seja  infectada pelo novo coronavirus e só a partir de então o Pais será imunizado.”  Perceba a terceira senha.

 Para completar a receita, surge o novo ministro da saúde, Nelson Teich, fazendo apologia à definição de investimento entre jovens e idosos, revivendo cinicamente a escolha de Sophia. Perceba a quarta senha.

 Cruzando as declarações de entes do governo e do próprio presidente, nos deparamos com uma convergência de ideias que denuncia o desejo colimado da gestão federal de cruzar os braços ante o grave quadro que vivenciamos, revelando a intenção do governo Bolsonaro de priorizar a economia em detrimento à vida.   

 Isso nos faz lembrar o celebre provérbio chinês de título o vencedor que nos ensina: “Se o cavalo vencer uma vez, sorte. Se o cavalo vencer pela segunda vez, coincidência. Se ele vencer pela terceira vez aposte nele.” 

 Pelo que pontuamos ao longo do texto, o cavalo venceu quatro vezes e por isso “a aposta nele” é indiscutível. 

 Aos que estão pranteando Mandetta, inclusive os nossos, é bom atentar que, segundo a leitora Zaira Lima do Rio de Janeiro, “a direita golpista está desesperada procurando um substituto para o Bobo e usa o velho truque do antagonismo dentro do próprio governo para atingir seus objetivos.” 

  O que causa espécie é ver a facilidade do nosso povo em se permitir  ser massa de manobra, não percebendo  que o novo ministro da saúde assumiu para ser vilão, esse é o papel dele. O de despertar na população desinformada a saudade de Mandetta e o efeito será inversamente proporcional à ação de Mick Jagger, desculpem Nelson Teich.  Mandetta foi colocado no pódio dos mitos e começa a ser  preparado para 2022.

  Ambos são ligados à saúde privada e no caso de Manddeta inimigo do SUS que ele queria extinguir e está sendo a nossa salvação.

A C O R D E !

  Acompanhe os passos desses saltimbancos de opereta e depois me cobre, adorarei estar errado!

Relacionados

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

2 COMENTÁRIOS

  1. Eita Chará! Que texto!
    Você como sempre, super embasado. Parece até que teve excelentes aulas de Imunologia.
    Já política e análise de conjuntura, não tenho a menor dúvida que é o acúmulo de conhecimento formado com amor a tudo que você faz, somado as longas viagens sertão adentro com atenção as beiras de estradas que mostram a olhos nus o sofrimento dos nossos irmãos em terras secas. É antes de tudo, muitas e boas leituras que numa mente sensível às mazelas, que podemos ver transformados em sentimentos nobres e apurado senso crítico. Fiquei impressionado pela construção do texto e esqueci-me do conteúdo? Não! Concordo com tudo inclusive esperar que estejamos errados com as personagens da opereta que já sabemos o final sem graça…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...