fbpx
29.1 C
João Pessoa
Início Cristina Couto O rio seus encantos e mistérios

O rio seus encantos e mistérios

Nas profundezas dessas águas e nos desvãos dessas pedras moram os mistérios que envolvem o rio. Tudo nesse lugar hipnotiza: a beleza da natureza, a solidão das pedras e a energia que o frescor das águas transmite; o canto aveludado da mãe d’agua, o silêncio ensurdecedor do lugar rompido de vez em quando pela a sinfonia dos pássaros e o coaxar dos sapos que num nado acrobático passeia tranquilo deslizando na correnteza. O zumbir das abelhas adoça o amanhecer e o chirriar das corujas assombra o anoitecer.

As pedras guardam também seus mistérios; cheias de cavernas, grutas, fendas e frechas, elas formam desenhos de animais, humanos e até divindades, depende dos olhos de quem as contemplam. Os índios seus verdadeiros donos e primeiros habitantes cultivavam, celebravam e preservavam a natureza e o encantamento do lugar, criando lenda para explicar os mistérios que envolviam a vida e a origem das coisas, permeadas de criaturas estranhas e monstruosas influenciando determinados comportamentos e afastando intrusos na tentativa de preservação do espaço.

De beleza sem igual à água fascina e seduz quem a admira; a sua tranquilidade, frescor e a linearidade esconde perigos, moldada pelas pedras da sua profundidade a correnteza provoca um desequilíbrio no seu fluxo. É a correnteza que acorrenta e arrasta, levando para as profundezas os mais afoitos e desavisados que são tragados e arrastados pelos redemoinhos que num balé de canto esquisito e sinistro vai levando ao sumidouro de onde não saí nunca mais.

Debaixo de suas águas vivem animais grandes e pequenos, seres reais, míticos, místicos e encantados, acima delas esses mesmos seres alimentam o corpo, dão asas a imaginação do homem, e vida a outros mundos. É comum ouvir histórias de lindas donzelas que invejadas pela sua beleza são levadas ao mundo dos encantados, do invisível, aparecendo em noite de Lua Cheia na esperança que algum humano corajoso consiga quebrar a maldição que a aprisiona.

São inúmeras as variedades de peixes que dividem o espaço aquático como tartarugas, jacarés, lontras e botos. Cobras que de tão grandes se tornaram lendárias, assim, como o boto e a sereia. Serpentes que vivem adormecidas nas profundezas das águas, sendo um perigo muito grande acordá-la, pois seu despertar poderá ser o fim de uma cidade por onde o rio corre. Os rios carregam seus mistérios e encantamentos trazendo riqueza, abundância e prosperidade por onde passa, fertilizando a terra e a mente dos seus habitantes.

Do Amazonas ao São Francisco os mistérios acabaram se transformando em lendas que se perpetuaram através dos séculos na memória popular. A própria formação do Rio Amazonas é uma lenda, sua fauna, flora e tudo que lá habita são envoltos em mitologia, e as terras por ele banhadas recebem novas lendas e novos mitos, conforme o costume e crença da população do lugar.

.As lendas envolvendo as matas, as pedras e o rio assombravam as crianças da minha geração que cresciam ouvindo pais, avós, tios e vizinhos contarem o que poderia acontecer num possível encontro com esses seres, e, ao mesmo tempo nos fascinavam e nos envolviam naquele mundo fantástico do mistério e do desconhecido.

Relacionados

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...

Trinta Navios de Dimas Macedo

Navegar, mergulhar e voltar à tona sempre foi um desafio na vida de Dimas Macedo. Os Navios construídos por ele navegaram do Rio Salgado...

Ainda vai levar um tempo

A vida passa lentamente E a gente vai tão de repente Tão de repente que não sente Saudades do que já passou. (Nelson Mota, 1981). Depois de 20...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...