fbpx
28.1 C
João Pessoa
Início Marcos Santos Sonha Cabolclo:Clame, brade, declame, reclame, proclame.

Sonha Cabolclo:Clame, brade, declame, reclame, proclame.

“Independência ou morte”! Bradou alguém as margens de um riacho qualquer. Será? Somos mesmo independentes? Tire por exemplo o celular e ou o computador, e afirme com toda convicção que as redes sociais ou que este aparato tecnológico não fará nenhuma falta. Tire o carro e os meios de transporte, e diga que está tudo certo, tudo tranquilo pra quem precisa dele pra ir trabalhar. Tire o SUS, e diga que vai ficar tudo bem para centenas de milhões de brasileiros que não podem pagar um misera consulta de R$ 200,00 ou R$ 300,00. Tire a necessidade de consumir, e diga se o mercado sobrevive na sua atual conjuntura. Dê férias por tempo indeterminado ao dinheiro em sua vida, e me garanta que dentro de poucas semanas ou meses consegue fazer uma alimentação.

Difícil imaginar a vida sem estas coisas, não é verdade!? Então, qual o nosso grau de independência mesmo, se o sistema nos impõe todas estas necessidades para vivermos com o mínimo de dignidade? Sem falar no aparato político que deveria existir pra tornar tudo isso significativamente melhor, mas na sua atitude histórica, na grande maioria das vezes (governos), fizeram exatamente o contrário.

O poema sonha caboclo, é “O grito de independência, de liberdade”. Só seremos realmente livres e independentes, quando homens e mulheres tomarem pra si a consciência de que o bem comum é mais importante do que o enriquecimento individual. Quando todas as classes forem atendidas nas suas necessidades essenciais e sociais. Quando o empresário enxergar importância no meio ambiente, ao invés de lucro. Quando educação deixar de ser um discurso para poucos e fato para muitos. Quando quem planta, tenha o mesmo direito de comer de quem desmata. Quando indistintamente se aprender a dialogar. Enfim… Que o poeta clame, brade, declame, reclame, proclame.
Sonha Caboclo!

 

Relacionados

Seja o próprio Natal, Cristo em nós a nascer

O natal é um festejo que impacta na vida de quase todo mundo, tanto para os cristãos, quanto para os não cristãos. Seja pelo...

Qual seria a cor da nossa Bandeira?

É natural, quando se forma um grupo, uma equipe, um coletivo... Se buscar símbolos, formas, cores representativas que seja como uma identidade. Nesse sentido,...

Série Talentos: História de uma artesã arretada, Vó Lia

Vó Lia, é acima de tudo, superação. Superação da falta de oportunidade. Superação da criatividade. Superação dos desafios da vida. Superação da falta de...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Um beijo para o gordo

Sempre me pareceu um pouco tolo a emoção que muitas pessoas demonstram quando algum famoso morre. São famosas as cenas, como nos funerais de...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...