fbpx
24.1 C
João Pessoa
Início Luiz Célio Rangel A Inveja e a Cobiça.

A Inveja e a Cobiça.

                                                      

   Você sabia que a INVEJA e a COBIÇA são desvio de caráter , distintos?

Inveja não é querer o que o outro tem, isso é cobiça. Inveja é se incomodar (e sofrer) com o crescimento do outro e esquecer de crescer.

Pode também ser conceituada como o sentimento de inferioridade, frustração ou rancor perante um desejo não realizado de possuir os atributos ou as qualidades de outrem.

 

A Inveja também pode ser um sintoma pertinente a determinados transtornos de personalidade, a exemplo do Transtorno de Personalidade Borderline, do Transtorno de Personalidade Passivo-Agressiva e do Transtorno de Personalidade Narcisista… etc.

 

Do ponto de vista psicanalítico, a inveja é a intensificação do ódio ou rancor, causado pela pulsão de morte que se volta contra o próprio invejoso.

Esqueci de informar que no jargão psicanalítico, a PULSÃO refere-se a um impulso energético interno, que direciona o comportamento do indivíduo. O comportamento gerado pelas pulsões diferencia-se daquele gerado por decisões, por ser gerado por forças internas, inconscientes, alheias ao processo decisional.

Esse sentimento que faz parte do ser humano desde o seu nascimento, é potencializado quando a pessoa se sente desestabilizada devido a um complexo de inferioridade em relação ao outro.

De acordo com Melanie Klein, grande teórica da psicanálise klainiana,  ainda bebê, durante a amamentação, a criança já apresenta um sentimento que ela chamou de “Inveja do Seio”.

Para o Dr. César Brito, também psicanalista, quando o bebê entende que o leite que necessita para se alimentar não pode ser produzido por ele próprio, sua força primitiva aciona o sentimento de inveja e a reação inicial da criança é rejeitar ou destruir o objeto frustrante.

No mesmo sentido, o impulso de uma pessoa invejosa é tomar ou estragar aquilo que lhe falta.

Já a cobiça é o desejo de possuir aquilo que o outro tem, sem que isso lhe cause tristeza. O cobiçador não precisa, necessariamente, ver a destruição ou o prejuízo do cobiçado e em muitas situações, esse sentimento serve como mola propulsora para que o indivíduo vá em busca do que deseja.

Cobiçadores e invejosos se comportam de maneira mais ou menos similares. Ambos admiram, desejam ou imitam o que o outro é ou tem, todavia, na cobiça não existe a componente destrutivo da inveja. Em situações intensas, cobiça e inveja comprometem o equilíbrio emocional e abalam as relações interpessoais do ser.

 

O Psicanalista Arnaldo Chuster, chama a atenção para o fato de que a inveja e constituída por uma relação configurada por três itens:

1) “A experiência de completude, que de algum modo é ou foi vivida em contato inteiriço com o ser interior;

2) Os ataques contra a vida, derivados da pulsão de morte, que visam destruir a experiência boa;

3) O objeto bom desejado e faltante, tornado mal porque é tido como frustrante da experiência de completude, contra o qual e justamente por isso, o sujeito se revolta e mobiliza sua ação destrutiva.”

A mente de uma pessoa invejosa, na maioria das vezes está nutrida de pensamentos de inutilidade e incapacidade de conseguir aquilo que lhe falta.

 

Sinais de que se está lidando com uma pessoa invejosa:

·         Pessoas ultra competitivas e querem sempre estar à frente de tudo.

·         Pessoas que não costumam fazer elogios aos outros.

·         Pessoas que sentem prazer em fazer críticas destrutivas.

·         Pessoas que subestimam as conquistas dos outros e exaltam as suas.

·         Pessoas que não demonstram alegria ou felicidade com o sucesso dos “amigos”.

 

Poderíamos dizer que a inveja é irmã gêmea da falsidade. O principal mecanismo da inveja é o ódio e a raiva. A inveja e a cobiça não são consideradas como doenças, mas sim desvios de caráter.

Admitir que existem dentro de si sentimentos como a cobiça e inveja é o mesmo que romper com as influências compulsivas para se abrir ao caminho do crescimento. É o primeiro passo para a recuperação. A Psicoterapia ou a Psicanálise serão os meios mais eficazes para a cura.

                        Assista o vídeo a seguir e responda , é INVEJA ou  COBIÇA?




                        

Relacionados

AMOR SEM LIMITES: na saúde e na doença, na alegria e na tristeza…

Acredito que apenas ter saúde não é garantia de felicidade plena, posto que, apenas o amor verdadeiro pode certificar à felicidade integral. Assim, podemos...

Negacionismo: vírus devastador que pode até matar

Negacionismo é o ato de rejeitar terminantemente e/ou desconsiderar um fato ou conjunto de fatos notadamente bem aceitos por convenções científicas ou acadêmicas. Na...

A esperança agonizante de um povo sofrido

Dificilmente, fora do meu ciclo familiar, me pronuncio em questões pertinentes à política partidária. Aprendi a manter um silêncio obsequioso sobre essas questões com...

50 COMENTÁRIOS

  1. Meu amigo Luiz Célio, é sempre maravilhoso ler teus artigos. Aliás, estão de parabéns o blog e todos os colaboradores. Leitura diária indispensável para quem quer se informar e desenvolver em todos os aspectos.

  2. Parabenizo ao sr. João Vicente e seus colaboradores pela criação do site, com temas de grande relevância para a sociedade e que nos proporciona uma leitura boa e agradável.
    Outrossim, quero felicitar meu amigo dr. Luiz Célio. Fico feliz por ele se doar um pouco para nós na publicação de seus artigos, com temas sempre interessante e que nos ajudam a driblar as dificuldades do nosso cotidiano.
    Gratidão!!!

  3. Meus agradecimentos a Drª Gilmara Cavalcanti – Professora da UFPB – “Espert” em Estatística, que na intimidade familiar, é simplesmente GILMARINHA.
    Fico lisonjeado por seus comentários sempre muito generosos.
    Espero que sempre que possível visite o site: https://www.joaovicentemachado.com.br , leia os escritos de um setentão que escreve para exercitar a memória, na esperança de afastar o temível “alemão”. Gratidão!

  4. Gratidão por Seu comentário. Essa foi o objetivo do texto. Aclarar os sinais e os sintomas do Transtornos de Personalidade pertinente a Inveja/Cobiça de uma forma amena, objetiva, sintética, (e até humorística…) sem necessidade usar nosso "Psicologuês" (termos técnicos)

  5. Amiga NILMA LIMA, amiga e colega desde o tempo em que fui EDUCADOR CORPORATIVO – "EC" da CAGEPA, onde a conheci; também era "EC", muito dinâmica.
    Profissional competente e eficaz.
    Sua opinião e sugestões serão muito benvindas. Gratidão!

  6. Excelente conteúdo,as vezes eu tenho esses sentimentos nocivos,mas eu comecei a ver que cada pessoa e diferente da outra e que não cabe nenhuma comparação e começar a ver a outra pessoa como um exemplo a ser seguido.Parabéns Luiz Célio e continue assim com seu excelente trabalho

  7. Meus agradecimentos a você. (sem identificação)
    Na vida, apendemos todos os dias… desde que nascemos até nosso último suspiro.
    Fique tranquilo. rsrsrsrsrsrs
    Continue prestigiando este site, lendo nossos textos e fazendo seus comentários. Gratidão.

  8. Muito legal esse vídeo kkkk una tinha cobiça pelas coisas da outra,e a outra tinha inveja pois não queria q ela conseguisse ter….amei o texto,como sempre seus artigos nos leva a uma reflexão bem profunda da vida.

  9. Meus agradecimentos por seu comentário cara Anita Machado – também colunista deste site. .
    Não é todo dia que se pode ter a atenção de uma Imortal da Academia Lavrense de Letras – AAL. Seu Feedback será sempre um bom termômetro para eu possa avaliar a qualidade do texto. Gratidão.

  10. Gratidão a você VÍVIAN MELO. Só identifiquei seu comentário porque também o recebi pelo WhatsApp.
    Como Psicólogo e Psicanalista, meu foco será escrever sempre sobre comportamento humanos; saúde psicossomática e a filosofia do cotidiano.
    A escolha do vídeo foi uma sugestão de nossa competente e assertiva Editora Chefe Gorette Wanderley.

  11. Parabéns, Dr. Luiz Célio! Pelo artigo sobre a inveja e a cobiça, cujos sentimentos estão, por vezes, a se manifestarem nas pessoas de mau caráter.
    E vossa pessoa, como sempre, reconhecidamente competente e capaz em tudo que faz e, também, em tudo que se propõe a fazer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...