fbpx
25.1 C
João Pessoa
Início Meio Ambiente O desastre ambiental de Bolsonaro

O desastre ambiental de Bolsonaro

Que o governo Bolsonaro não tem compromisso com o meio ambiente e a sustentabilidade, isso todos nós sabemos. O que alguns talvez não saibam é avaliar a intensidade, a magnitude do impacto ambiental que a insanidade desse governo vem provocando com a sua ação devastadora.
Os números são alarmantes, crescentes e as agressões ambientais se repetem com muita frequência e muita intensidade em biomas diversos, rasgando todas as leis e normas ambientais vigentes, além dos tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário.  
Esses fatos abomináveis trarão com certeza muitas represálias internacionais, alem de consequências danosas à pauta de exportações de commodities, segmento que vem sendo o carro chefe do nosso comércio internacional, segundo as  declarações in off de representantes do próprio agronegócio,  um segmento  que apoiou Bolsonaro em primeira hora, sendo portanto insuspeito.

Os assentamentos da agricultura familiar, as aldeias indígenas, os  agrupamentos de quilombolas,  as pequenas propriedades rurais da agricultura familiar, nada disso tem escapado  à sanha do governo, sob a égide   do ministro do meio ambiente Ricardo Salles.
 
As ações dos órgãos de governo que cuidam do meio ambiente, tais como: o órgão que faz o prognóstico climático, como   é o  caso do INPE; os  órgãos de fiscalização tais como o IBAMA, o ICM Bio e o projeto TAMAR, todos  têm sido cerceadas e  todos eles estão  encurralados e impotentes, sem poder exercer o seu  ofício que é fazer cumprir a legislação ambiental vigente, alem de  exercer o necessário papel fiscalizador.

Em reunião ministerial do dia 23/05/2020, o próprio Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, que no inicio da sua desastrada gestão à frente do ministério havia quebrado até a paridade de representação no Conselho Nacional de Meio Ambiente – CONAMA, manifestou-se como forma de  censurar publicamente as vozes contrárias às agressões com assento naquele conselho. Declarou ele textualmente: “Então pra isso precisa ter um esforço nosso aqui enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de COVID e ir passando a boiada e mudando todo regramento e simplificando normas. De IPHAN, de ministério da Agricultura, de Ministério de Meio Ambiente, de Ministério disso, de Ministério daquilo. Agora é hora de unir esforços para dar de baciada e simplificação, é de regulatório que nós precisamos, em todos os aspectos.”(sic)

    Precisamos dizer mais alguma coisa para entendermos que estamos diante de profissionais cujo compromisso único é com representantes de grupos econômicos ávidos por desregulamentação e por lucro fácil, como é o caso dos mineradores, dos agropecuaristas,  das madeireiras etc. ?
Um  link que circulou nas redes sociais   que postaremos no final, nos traz depoimentos aflitos e preocupantes de personagens diretamente atingidos, pela grande  devastação que vem sendo  promovida simultaneamente em todos os biomas do país, desde a floresta amazônica, passando pelo pantanal, pela  mata atlântica e pelo  bioma da caatinga, matéria  que foi corroborada por uma reportagem do   globo rural,  edição  do dia 07/05/2020.


As queimadas que assistimos na Amazônia e no pantanal nos passam a forte impressão de incêndios propositados, cujo objetivo é abrir caminho à monocultura da soja, à mineração devastadora e à pecuária de corte, que estão devastando numa velocidade alucinante áreas cada vez maiores, sem nenhum respeito a quaisquer preceito ou normas legais. Isso  nos leva a crer que se esse processo criminoso não for detido, depois desse governo nada mais restará. É aquela máxima nazista: “depois de mim o dilúvio!”
Vídeo: produção Kalungas do Cerrado
Criador: Dida Sampaio | Crédito: Estadão Conteúdo
Direitos autorais: Copyright © Agência Estado. Todos os direitos reservados
Informação extraída do IPTC Photo Metadata.
 A Gazeta do vale do Araguaia.
Desmatamento 
Relacionados

05 de Setembro Dia da Amazônia

  Por: João Vicente Machado    Por uma indicação do professor Thiago Silva, recebemos um convite da jornalista Carla Arantes da CBN Paraíba para falarmos sobre...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Julgar é fácil, difícil é ser

Como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...