fbpx
27.1 C
João Pessoa
Início ELEIÇÕES 2020 2° TURNO
Array

ELEIÇÕES 2020 2° TURNO

 

  Por João Vicente Machado

O portal PODER 360 (www.poder360.com.br) divulgou uma lista com os resultados das 57 cidades que foram ao 2° turno, incluindo-se aí as capitais.

A primeira das listagens, que pode ser visualizada no endereço eletrônico acima, traz o nome das 18 capitais que realizaram 2° turno e a segunda traz as demais cidades com mais de 200 mil habitantes, que eram obrigadas por lei a realiza-lo.

As eleições passadas trouxeram muitas curiosidades que merecem destaque a começar pela tentativa frustrada de repetir 2018, ocasião em que foi eleito o maior outsider político de que se tem noticia na história do Brasil que é Jair Bolsonaro.

De principio, os postulantes  imaginando surfar na popularidade do Presidente da República, ancoraram varias candidaturas nele, mais precisamente 59, tema que tratei aqui neste mesmo espaço em artigo publicado em 27/11/2020, sob o título LIÇÕES DO PRIMEIRO TURNO.

No decorrer da curta campanha de apenas 45 dias e à medida que a popularidade de Bolsonaro foi  derretendo, os candidatos foram abandonando o barco, escondendo o padrinho, renegando o apoio e procurando outro dono. 

O último a renegá-lo foi Marcelo Fivela, ah! Desculpem, Crivella que afrouxou o cinto e caiu fora, embora mesmo assim tenha sido atingido pela maldição bolsonariana e as bênçãos não alcançadas dos tios Edir Macedo e RR Soares e tenha sofrido a maior derrota da história do Rio de Janeiro.

Outra tentativa que a rigor foi um desdobramento da primeira, foi a enxurrada de candidatura de militares a prefeito, a vice-prefeito e a vereadores,  que mais parecia uma eleição interna de quartel. Havia  patente para todo gosto, isso em todas as patentes. 

Foi um total de 6.715 candidatos que usaram em suas apresentações, referências militares ou policiais, que usavam: ”membro das forças armadas”, “militar reformado,” “policial militar,” “policial civil,” “bombeiro militar” e os números são referentes a todo Brasil. 

Longe de mim a ideia de censurar as candidaturas militares, pois a qualquer cidadão brasileiro no gozo dos seus direitos, é perfeitamente legitima a postulação de qualquer cargo eletivo, tanto no executivo como no legislativo.

Em Salvador por exemplo  o PT lançou uma exceção, um ponto fora da curva que foi  a Major Denise, uma militante, como candidata a prefeita,  que não teve êxito.

          

Em Fortaleza tivemos a candidatura daquele que parece o maior de todos os outsider dessa safra, que foi o Capitão Wagner, o qual, pelas suas bravatas é a menina dos olhos do também Capitão Jair Bolsonaro. Essa figura surgiu no Ceará  com um discurso de apologia à violência, tipo bandido bom é bandido morto. Também não teve êxito.


Aqui na Parahyba, tivemos como candidato a vice-prefeito do outsider Nilvan Ferreira, o Major Milanez, cuja indicação teria vindo de Brasília, do próprio Bolsonaro, com a intermediação de Julian Lemos.  o apoio do Cabo Gilberto e outros militares tupiniquins  e policiais  de menor coturno.                               

A imprensa oficial, coadjuvada pelas milícias virtuais, que não pode escamotear o relativo fracasso experimentado pelo Presidente da República no apoio aos seus discípulos, relativiza os fatos e borda um cenário de derrotas eleitorais às forças ditas de esquerda que, a rigor,  tiveram de fato retumbantes vitórias políticas, lutando contra toda espécie de pressão, de ordem   moral e financeira, exercida sobre  o funcionalismo público pelas instancias de governo, obrigando-os a abandonarem seus postos de trabalho e irem para as ruas, com covid19 e tudo,  trabalharem para os seus candidatos.

Hoje eu lia uma postagem de Túlio Gadelha em que ele faz referência a uma declaração de fracasso atribuída a Darcy Ribeiro em que ele diz assim:

“Fracassei em tudo o que tentei na vida.

Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui.

Tentei salvar os índios, não consegui.

Tentei fazer uma universidade séria e fracassei.

Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei. 

Mas os fracassos são minhas vitórias. 

Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu “.

 

Consulta: PODER 360 

Fotografias:revistatrip.uol.com.br;

focus.jor.br;

diariodapb.com.br;

https://wscom.com.br/

Relacionados

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

4 COMENTÁRIOS

  1. O maior outsider da política brasileira é sem dúvidas, o capitão Jair Bolsonaro. Venceu uma eleição sem falar porque se falasse perderia. Aí arranjaram uma facada para justificar a reclusão.
    Só que um exército de mais de 400 robôs disparavam 60 fake news por minuto numa campanha suja e desigual. Quando trazemos à lume um tema desses temos por propósito evitar que novos aventureiros surjam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Medo e Liberdade

Tenho refletido muito, talvez pelo momento político, a respeito de liberdade em seu sentido mais amplo. Mas o que é liberdade? Segundo o dicionário...

Esqueceram o Marquês

A passagem de efemérides, como a do segundo centenário da nossa Independência, faz com que algumas figuras históricas daquele momento sejam rememoradas (em regra,...

Lula-lá: Sem Medo de Ser Feliz

Desde a minha infância vivida na minha cidade natal, Lavras da Mangabeira CE, me habituei a ouvir modinhas e parodias usadas no período de...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

Asas que voam

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim...