fbpx
27.1 C
João Pessoa
Início A lei de Chico de Brito
Array

A lei de Chico de Brito

   

 Por: João Vicente Machado

   Creio que o leitor conhece, ou pelo menos já ouviu falar dos rigores da lei de Chico de Brito.


  Ivens Mourão, que faz parte de um grupo de estudos chamado Cariri Cangaço, que tem a conterrânea e amiga Cristina Couto como membro atuante, além do blogueiro Antônio Morais, todos defensores da historiografia regional e estadual.

  Eles narram o motivo original do fato, respaldados pelo testemunho do historiador regional, Dr. Irineu Nogueira Pinheiro, sobrinho de um dos personagens da trama, no caso Antônio Luiz Pinheiro.

  Francisco José de Brito Pinheiro existiu sim e foi no julgamento daquela época, um homem de posses. Era dono de um engenho de rapadura na zona rural do Crato, agradável cidade do sul do Ceará, fronteiriça com a cidade pernambucana de Exu, terra do eterno rei do baião, Luiz Gonzaga.
 A chamada sedição do Juazeiro foi comandada por Floro Bartolomeu, Antônio Pinto Nogueira Accioli, Fideralina Augusto, Zé Ignácio do Barro, além de outros integrantes do pacto dos coronéis sob a liderança do Padre Cícero. A revolta contou com a concordância e o apoio do Padre, que tinha em Floro Bartolomeu o seu alter ego.

  O Padre liderava um pacto que contestava os governos federais do Marechal Hermes da Fonseca e o governo do Ceará Marcos Franco Rabelo, adversários políticos e desafetos do grupo.

  Nessa época o Crato, tinha como intendente o coronel Antônio Luiz Pinheiro que por sua vez era adversário político, alem de desafeto do também coronel de Chico de Brito, esse sim aliado dos revoltosos. 
Cel. Chico de Brito

Cel. Antônio Luiz Pinheiro
    Terminada a refrega com a tomada do governo pelos revoltosos que ocuparam  o Palácio da Luz então sede do governo do estado, entronizando Nogueira Accioli como interventor.

    A consequência disso é que o coronel Chico de Brito foi nomeado intendente e entusiasmado resolveu tomar posse de imediato. 

   O intendente de plantão  não concordou e decidiu  cumprir o rito legal e relutou em dar posse imediata  ao desafeto.
 
  Chico de Brito reuniu a cabroeira e foi assumir na marra. Lá chegando arrombou a porta, invadiu a prefeitura e baseado na lei de Chico de Brito sentou-se na cadeira de prefeito.

   O diálogo final está expresso nas duas estrofes seguintes de autoria de Eloi Teles:
Chegando à prefeitura
A porta estava fechada.
O coronel deu a ordem,
Não tem conversa fiada
Mostrando ser cabra macho
Botaram a porta abaixo
“A posse estava selada”
      
Doutor Irineu Pinheiro,
Sobrinho de Antônio Luiz,
Revoltado perguntou
Que lei é essa? Me diz
E o prefeito dando um grito
a lei Chico de Brito
Essa lei eu mesmo fiz!
    A surpresa eu Guardei para o final, pois Francisco José de Brito Filho ou Francisco José o Repórter, hoje produtor independente, é do Crato e é filho do Coronel Chico de Brito. Confiram a fotografia:
Relacionados

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

2 COMENTÁRIOS

  1. Amigo João, somos ricos em história. Durante todo século XIX e boa parte do XX, o Cariri cearense se fez respeitar e interferir com a força do bacamarte na política cearense. Fico orgulhosa quando afirmo que o Cariri tomou e empossou por três vezes o governo do Estado.
    Primeiro em 1822, quando na Guerra da Independência a Câmara do Crato e o Senado do Icó destituíu o governo de Fortaleza e instituiu no Icó, sendo Tristão Gonçalves seu presidente, por essa razão, Icó foi 6 meses capital do Ceará; a segunda foi em 1914 com o pacto dos coronéis e Invasão do Palácio da Luz; a terceira foi pelo voto direto, quando na primeira eleição de Camilo Santana o Cariri deu ao seu filho uma maioria significativa que o levou ao Palácio da Abolição. Salientando que nas duas primeiras ocasiões Lavras da Mangabeira participou ativamente. Em 1822, o padre José Joaquim Xavier Sobreira era secretário geral da Câmara do Crato e presidente da Comissão do Senado do Icó, foi eleito deputado provincial com 148 votos para representar o Ceará na Primeira Constituinte Brasileira, em 1824; na Sedição de Juazeiro você já narrou e muito bem. O Cariri é mesmo de Guerra. Viva!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas

Tudo Passa Sobre a Terra

   Não foram poucas as vezes   que fizemos uso da famosa frase do escritor cearense José de Alencar, usada por ele ao finalizar o...

A esperança voltou!

  A semana que antecedeu as convenções partidárias foi muito movimentada, notadamente pela visita à Paraíba do presidente Luiz Inácio da Silva- Lula. A festa...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Mais Lidas

OS 11 princípios de Joseph Goebbels

Texto originalmente publicado em 08/01/2020    Joseph Goebbels, para os que não têm a informação, foi ministro da propaganda de Adolf Hitler e comandou a...

Você não é todo mundo

Hoje eu me reservo o direito de usar essa máxima usada por mães mundo afora para falar da minha mãe. Se tem uma coisa...

Trinta Navios de Dimas Macedo

Navegar, mergulhar e voltar à tona sempre foi um desafio na vida de Dimas Macedo. Os Navios construídos por ele navegaram do Rio Salgado...

Um pequeno fragmento da história da Paraíba

  Não poderia deixar passar em branco em nossa coluna, o aniversário de nossa querida Parayba . Não vou entrar em detalhes ou contestar nada...